segunda-feira, 9 de maio de 2016

Magnus Chase e os Deuses de Asgard: A Espada do Verão - Rick Riordan



Desde que li Percy Jackson (e à propósito, não gostei e não continuei a saga), me senti um pouco desanimada com toda essa proposta do Riordan, que é maravilhosa porém repetitiva. Conheço uma porção de gente que sentiu o mesmo e mais uma porção que amou. Há controvérsias. (:

Magnus Chase e os Deuses de Asgard é sobre Magnus, um semideus (filho de um deus com um humano) nórdico. Confesso que esperei que ele fosse filho de Thor ou algo do tipo, que ele tivesse aquele espírito guerreiro e etc mas me surpreendi, foi bem legal.

Depois de uma perda que mudou sua vida, Magnus se tornou menino de rua até saber que sua prima Annabeth (quem conhece?! :P) e seu tio estavam a sua procura. Depois do encontro, tudo mudou. Magnus pertencia a uma profecia que mudaria o rumo de Asgard (mesma coisa de PJ, o que eu não curti, blehh). Com a ajuda de fiéis escudeiros, Blitzen e Hearthstone (mais uma ajuda inesperada) ele segue então na sua missão: impedir o Ragnärok.

''Escolhido por engano, não era sua hora;

Um herói que, em Valhala, não pode permanecer agora.

Em nove dias o sol irá para o leste,

Antes que a Espada do Verão a fera liberte.''




Magnus Chase tem personagens não tão bem trabalhados mas mais amadurecidos do que em PJ. A narrativa é simples, o que torna a leitura fluída e por mais que sejam 440 páginas, você consegue ler rapidamente. O livro é simples e didático quanto a mitologia nórdica (assim como PJ foi com a grega), para quem admira essas mitologias é um prato cheio (foi o que me chamou atenção).

Eu não vou continuar a saga, infelizmente o tio Riordan não me ganhou nem com Percy Jackson, nem com Magnus Chase. Queria muito também a opinião de outras pessoas que leram esses livros/sagas, quem estiver interessado em um bate-papo literário, só me chamar em alguma das minhas redes sociais: Twitter ou Facebook.

~~

Espero que tenham gostado!
See ya ;*

Nenhum comentário:

Postar um comentário